Informações para dúvidas e esclarecimentos para Referenciado Odontológico

 

VIII – Guia de Tratamento Odontológico

1 - Se fizermos a guia com mais de uma via, podemos modificar o título da guia? Por exemplo:
a. Guia Tratamento Odontológico - Via Operadora
b. Guia Tratamento Odontológico - Via Cirurgião-Dentista [julho 2008]


Não. As informações contidas na guia padrão não podem ser modificadas (campos, ordem, numeração, numero de linhas, etc...).

2 - Com a unificação das guias de solicitação e cobrança, é necessário que esta guia seja carbonada? Deveremos fazê-las em quantas vias? [julho 2008]

O número de vias e a utilização de cópias carbonadas ficam a critério da operadora. Uma via, entretanto, deve permanecer com o prestador.

3 - A GTO traz o campo do logo no canto esquerdo. Se for padrão da operadora no canto direito, poderá ser colocado no lado direito? Em caso afirmativo em que espaço? [julho 2008]

Não. As informações contidas na guia padrão não podem ser modificadas (campos, ordem, numeração, numero de linhas, etc...).

4 - Podemos acrescentar um campo de "Horário de Atendimento", que seria utilizado para atendimentos emergenciais em Prontos-Socorros? [julho 2008]

Não. As informações contidas na guia padrão não podem ser modificadas (campos, ordem, numeração, numero de linhas, etc...). Esta informação, entretanto, poderá ser preenchida pelo prestador no campo "observação".

5 - Como proceder em caso de reembolso? [julho 2008]

O reembolso não está padronizado, portanto continuam valendo os formulários e procedimentos atualmente adotados pelas operadoras, beneficiários e prestadores.

6 - Podemos utilizar outros tipos de guias, como guias para perícias? Elas deverão seguir algum padrão específico? [julho 2008]

Para condições especiais como auditoria, a operadora poderá utilizar documentação própria, ou ainda, poderá utilizar a própria GTO, especificando a natureza da utilização da guia com o campo opcional 42. Futuramente poderão vir a ser estabelecidos padrões de troca de informação deste tipo de atividade.

7 - Se o número de linhas disponíveis para apresentação de procedimentos ultrapassar a capacidade da guia em papel, como proceder? [julho 2008]

Uma nova guia GTO deverá ser utilizada, a qual permanecerá ligada à guia principal através do campo 7 "número da guia principal".

8 - O número de linhas do formulário em papel da GTO, presente no plano de tratamento (17 ao todo) poderá ser reduzido? [julho 2008]

Não. O número de linhas do formulário para descrição de serviços e procedimentos não poderá ser alterado na guia.

9 - A Guia de Tratamento Odontológico pode ser utilizada apenas para execução de procedimentos, sem que haja necessidade de envio por parte do dentista de um plano de tratamento? [julho 2008]

Sim. A GTO pode ser utilizada tanto para solicitação como para execução de tratamentos (conferir os fluxos de preenchimento das guias constantes no manual).

10 - No campo 51, podemos substituir a palavra Empresa por Operadora? [julho 2008]

Não. Este campo refere-se à assinatura da empresa contratante e não da operadora.

11 - Com relação à GTO - Demonstrativo de Pagamento, o campo motivo da glosa (23), deverá ser alimentado somente com os códigos determinados no manual da ANS? [julho 2008]

O campo "motivo de glosa" deverá ser alimentado por códigos determinados no "Manual de Conteúdo e Estrutura - ODONTOLOGIA - Instruções para Preenchimento das Guias", capítulo "Tabelas de Domínio", item "Glosas e Negativas". Quando não houver um código específico descrito no manual, a operadora poderá utilizar uma numeração de códigos entre os números 9901 a 9999.

12 - Ficou determinado pela ANS, que o campo 31 da Guia de Tratamento Odontológico (descrição), deve ser de preenchimento obrigatório. Entendemos ainda, que a obrigatoriedade de preenchimento deste campo demandará tempo excessivo para o profissional, já que a informação relacionada ao código do procedimento é de preenchimento obrigatório, e está relacionada à descrição do mesmo. [julho 2008]

O preenchimento obrigatório do campo 31, "descrição", tem por finalidade melhor informar ao paciente sobre o plano de tratamento.

13 - ANS determina como campo de preenchimento obrigatório no demonstrativo de pagamento, a data de realização do procedimento. Pergunta: Como iremos alimentar essa informação no demonstrativo de pagamento, se nosso prestador não informou na Guia de tratamento odontológico, já que a data de realização nesse documento não é de preenchimento obrigatório? [julho 2008]

Este é um campo condicionado à execução do procedimento. Assim, na utilização da GTO para execução e cobrança, o campo será obrigatoriamente preenchido pelo prestador.

14 - Apesar da geração de 2 números distintos na troca eletrônica, poderá ser a GTO impressa com o mesmo número para a solicitação e cobrança? [julho 2008]

Sim. Não há regra para a numeração das guias.


 

Fonte: ANS

http://www.ans.gov.br/portal/site/_hotsite_tiss/f_materia_faq.htm

Aguarde ...
Aguarde enquanto redirecionamos...
Atenção!
Você vai perder a sessão em segundos.
Você quer continuar na sua sessão?